Os Sistemas de Sa√ļde em TODO O MUNDO recebem uma chamada de despertar da IA

A IA está ajudando fortemente a diagnosticar, tratar e conter a disseminação da Covid-19

O argumento comercial para o uso da Intelig√™ncia Artificial (IA) na √°rea da sa√ļde era forte mesmo antes do surto de coronav√≠rus levar os hospitais ao ponto de ruptura e colocar a inova√ß√£o m√©dica no topo da agenda mundial.

Os investidores j√° estavam financiando programas de agendamento que procuravam maximizar o uso de salas de opera√ß√Ķes, equipe de enfermagem e outros recursos, al√©m de tentar incorporar a tomada de decis√Ķes com IA nos cuidados de rotina. O provedor de dados CB Insights informou que 367 empresas iniciantes em IA de assist√™ncia m√©dica receberam US $ 4 bilh√Ķes em financiamento no ano passado, e a consultoria Accenture estima que, nos EUA, a Aprendizagem de M√°quina (‚ÄúMachine Learning‚ÄĚ) economizar√° US $ 150 bilh√Ķes anualmente at√© 2026 (ver Investors poured $4B into healthcare AI startups in 2019, Fierce Healthcare, 22.jan.2020).

Agora estimulado pela pandemia, grande parte deste trabalho est√° focada no gerenciamento, tratamento e preven√ß√£o da dissemina√ß√£o da Covid-19, o que aliviar√° a press√£o nos sistemas de sa√ļde. O AgileMD, p. ex., cria ferramentas cl√≠nicas de tomada de decis√£o para ajudar m√©dicos e enfermeiros a decidir mais rapidamente como tratar pacientes e gerenciar recursos. Atualmente, esses programas est√£o dispon√≠veis gratuitamente para os sistemas de sa√ļde interessados (ver AgileMD Uses AI to Decide Who Lives or Dies with COVID, Digital HBS, 21.apr.2020).

Empresas, incluindo BioIntelliSense e a Verily do Google est√£o se concentrando em pequenos sensores e outros equipamentos que permitem que os pacientes sejam monitorados em casa. O adesivo min√ļsculo do BioIntelliSense rastreia tudo, desde batimentos card√≠acos e temperatura at√© tosse, espirros e v√īmitos. O objetivo √© manter as pessoas afastadas dos pronto-socorros, onde o risco de infec√ß√£o √© alto e, ao mesmo tempo, garantir que quem precisa de atendimento o receba.

V√°rias empresas chinesas fizeram progressos significativos no treinamento de sistemas de IA para acelerar o diagn√≥stico de infec√ß√Ķes por coronav√≠rus. (1) O bra√ßo de pesquisa do grupo de com√©rcio eletr√īnico Alibaba tem um sistema que pode processar exames de t√≥rax em 30 segundos, em compara√ß√£o com um que gasta 10 minutos ou mais para um ser humano, e alega ter usado o aparelho para diagnosticar mais de 30.000 casos. (2) Os hospitais da Fl√≥rida est√£o tentando um sistema de triagem de visitantes que analisa atributos faciais como sudorese e descolora√ß√£o, al√©m de dados de uma varredura t√©rmica. (3) A empresa SenseTime da China combina scanners t√©rmicos com a tecnologia de reconhecimento facial que pode selecionar pessoas que n√£o usam m√°scaras em locais p√ļblicos. (Os scanners s√£o controversos porque, supostamente, podem identificar pessoas mesmo quando est√£o usando m√°scaras).


As autoridades sul-coreanas creditam a tecnologia de IA por ajudar seus esforços de líderes mundiais no combate a pandemia em testar e rastrear a doença Рa empresa de biotecnologia molecular Seegene usou a IA para acelerar o desenvolvimento de seu kit de teste.


Outros esfor√ßos levar√£o mais tempo para impactar o atendimento ao paciente. Seis grandes universidades de pesquisa dos EUA est√£o se unindo √† Microsoft e √† C3.ai, um fornecedor de software de IA, para lan√ßar o C3.ai Digital Transformation Institute, com US $ 367 milh√Ķes em financiamento do setor. Come√ßa com uma chamada de propostas sobre como usar a tecnologia para conter a dissemina√ß√£o da Covid-19 e tamb√©m para se preparar para futuras pandemias. Os participantes incluem a Universidade de Chicago, Princeton, MIT e Carnegie Mellon.


O Escrit√≥rio de Pol√≠tica Cient√≠fica e Tecnol√≥gica da Casa Branca (‚ÄúThe White House‚Äôs Office of Science and Technology Policy‚ÄĚ) pediu aos pesquisadores de IA que analisem 29.000 artigos acad√™micos para ver se conseguem encontrar respostas para perguntas b√°sicas sobre a doen√ßa. O conjunto de dados est√° sendo disponibilizado ao p√ļblico.

E a empresa Baidu, da China, e a startup DeepMind, do Google, usaram a tecnologia de IA para ajudar a prever a poss√≠vel estrutura qu√≠mica das prote√≠nas do coronav√≠rus, o que pode facilitar a cria√ß√£o de um medicamento ou vacina. A √°rea de ‚Äúdrug developement‚ÄĚ (desenvolvimento de novos medicamentos) √© um nicho onde a IA tem sido muito utilizada.

A BenevolentAI do Reino Unido, p. ex., est√° tentando reduzir o tempo e o custo do desenvolvimento de novos medicamentos examinando milh√Ķes de artigos cient√≠ficos para combinar mol√©culas com doen√ßas. Este trabalho est√° sendo focado na chamada medicina de precis√£o, que permite aos m√©dicos encontrar os medicamentos mais adequados para pacientes individuais com marcadores gen√©ticos espec√≠ficos, aumentando assim as chances de sucesso.


A longo prazo, muitos analistas acreditam que a pandemia √© um alerta que apenas refor√ßa a import√Ęncia de trazer a IA para a √°rea de sa√ļde – e us√°-la para economizar dinheiro e vidas.

Nota: A matéria acima é uma adaptação de artigo publicado no Financial Times.

Veja abaixo registros recentes da utilização da IA no combate à Covid-19, a saber:

Using Artificial Intelligence to determine COVID-19 severity, 05.jun.2020

Pandemic will accelerate digital change, 05.jun.2020

Artificial intelligence, healthcare and the pandemic, 05.jun.2020

How Covid-19 created an Artificial Intelligence explosion, 05.jun.2020

Artificial intelligence detects COVID-19 for the first time in US, 05.jun.2020

DoD Uses CARES Act Funds to Leverage AI for COVID-19 Vaccines, 04.jun.2020

Artificial Intelligence Helps Detect Early COVID-19 Symptoms, 02.jun.2020

The rise of the bio-surveillance state, 25.mar.2020

1 Resposta

Ola, deixe seu coment√°rio para nossa comunidade!