👩‍⚕ Saiba mais sobre a especialidade médica do futuro – Clínica do Amanhã (06/04) SP

🏥 Com a abertura de inúmeras vagas para o curso de medicina, saturação do mercado e necessidade de disruptividade na área da saúde, novas interfaces da prática médica tem emergido no mercado internacional e brasileiro no que tange à especializações médicas.

Algumas áreas hoje consagradas como a terapia intensiva e radiologia intervencionista há poucos anos atrás não eram consideradas especialidades médicas.

Slide2

O que será que está por vir daqui pra frente nesse contexto?

📲 Telemedicina, telessáude e e-saúde são termos que aparecem com frequência na mídia e nas conversas entre profissionais de saúde engajados em inovação, e não há de fato muita diferença conceitual entre eles.

Essas áreas podem ser facilmente definidas como a prestação de serviços de saúde, informação clínica e educação tanto médica quanto em saúde (prevenção e promoção) a distância por meio das tecnologias da telecomunicação.

💰De acordo com estimativas, o mercado global de telessaúde possui uma projeção de aumento a uma taxa anual composta de 30% entre 2017 e 2022, gerando cifras que passam dos 12 bilhões de dólares. Em duas pesquisas de mercado foi evidenciado que 70% dos consumidores estão propensos a consumir serviços de e-health.

Slide7

Promissor!!!

Devido aos grandes avanços na área de cuidados em saúde e com a ampliação do acesso dos pacientes a dispositivos móveis, a telessaúde vem crescendo muito no mundo.

Slide4

☢ Serviços de segunda opinião, departamento de emergência, unidades de terapia intensiva (UTI) virtuais, “telestroke”, telerradiologia e serviços de acompanhamento médico domiciliar tem bombado mundo a fora.

Diante desse cenário, NOCHOMOVITZ propôs em artigo de opinião publicado na revista JAMA em novembro de 2017 a criação do conceito de uma especialidade medica nova, a medicina vitualista. Essa especialidade abrange os profissionais médicos que vão usar a maior parte de seu tempo para o cuidado aos pacientes de forma virtual, usando as ferramentas já expostas. Os pesquisadores sugeriram que haja um consenso profissional acerca das atividades a serem desenvolvidas e que diversas competências terão que ser desenvolvidas nesses profissionais para o correto exercício da especialidade.

NOCHOMOVITZ, Michael; SHARMA, Rahul. Is It Time for a New Medical Specialty?: The Medical Virtualist. JAMA, 2017

 

Não deixe de inscrever-se para o nosso evento Clínica do Amanhã 

Está com dúvidas sobre algum dos itens acima? Gostou do post? Quer sugerir algum tema?

Deixe seus questionamentos e sugestões nos comentários!

Tenha uma excelente semana depois de bastante descanso no feriado!

 

Agora é hard work!!!!

 

Bruno Lima

Health Innova HUB in Training

 

 

 

Sobre Fernando Cembranelli

CEO e Founder do Health Innova HUB, Ecossistema Digital de Inovao em Sade. Mdico formado pela UNIFESP, com Residncia Mdica, em Administrao Hospitalar, pelo Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e MBA com foco em Healthcare Management pela Duke University Foi Co-fundador do EmpreenderSade, Gerente do Centro de Inovacao do Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e Partner da Live Healthcare (Portal Sade Business, Sade Business Frum e Healthcare Innovation Show).

Ola, deixe seu comentário para nossa comunidade!