Entrevista: Medicina do Estilo de Vida, com MD e Biodesigner Rodrigo Demarch

Um dos pilares fundamentais para a sa√ļde √© ter h√°bitos saud√°veis. Contudo, mudar nossos h√°bitos √© um dos maiores desafios do nosso sistema de sa√ļde, que tem como foco prescrever medica√ß√Ķes e interven√ß√Ķes, sem muitas vezes contar com os recursos necess√°rios para apoiar os indiv√≠duos a mudar seu estilo de vida.
Neste sentido, nasceu em 2018, o Colégio Brasileiro de Medicina de Estilo de Vida, que promoverá de 9 a 11 de Novembro, seu 1 Congresso Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.
Nesta entrevista conversamos com Rodrigo Demarch, médico do trabalho, que fez a formação de Biodesign, em Stanford, e é um criadores do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida. 
Confiram, ao final, uma entrevista, em vídeo, que realizamos com ele.
I Congresso Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida:

Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida:

www.cbmev.org.br

  • O que √© Medicina do Estilo de Vida ?

A Medicina do Estilo de Vida √© uma abordagem cient√≠fica interdisciplinar que prioriza o uso terap√™utico do estilo de vida e envolve apoio na mudan√ßa de comportamentos para consumir alimentos predominantemente integrais em dieta √† base de plantas, manter atividade f√≠sica regular, cuidar da qualidade do sono, utilizar estrat√©gias para manejo do estresse, cultivar relacionamentos saud√°veis, cessar uso do tabaco e drogas, prevenir abuso de √°lcool, com o objetivo de prevenir, tratar e, mais importante, reverter as doen√ßas cr√īnicas n√£o transmiss√≠veis relacionadas ao estilo de vida, que s√£o cada vez mais prevalentes e que representam o maior percentual da carga de doen√ßas global no Brasil e em muitos pa√≠ses do mundo, principalmente os pa√≠ses desenvolvidos.

  • Quais os objetivos do I Congresso Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida?

O Congresso tem como objetivo disseminar os conceitos cient√≠ficos relacionados √† Medicina do Estilo de Vida, assim como demonstrar como eles podem ser aplicados na pr√°tica. Por essa raz√£o o congresso √© aberto, n√£o apenas aos profissionais da sa√ļde, mas tamb√©m ao p√ļblico leigo. Trazer o paciente para dentro do processo √© fundamental, j√° que √© o paciente em si, o principal agente de mudan√ßa do seu pr√≥prio comportamento. Al√©m disso, o congresso busca tamb√©m ser um canal de conex√£o entre as pessoas interessadas do tema. Estamos construindo essa comunidade praticamente do zero, ent√£o um evento com grandes especialistas no √© um bom meio para colocarmos todos frente a frente e a partir dessa conex√£o, coisas maravilhosas acontecer√£o, sem d√ļvidas.

  • Quais os desafios para modificar o estilo de vida das pessoas?

O processo de mudança comportamental é algo absolutamente pessoal, mas com o apoio de profissionais treinados ele pode ser facilitado. Existem vários aspectos que influenciam o comportamento das pessoas, que vão do seu nível de prontidão pra mudança de determinado comportamento, à habilidade para realizar determinado comportamento, assim como a existência de gatilhos que fazem com que determinado comportamento aconteça, além de obviamente o contexto onde esse indivíduo está inserido, como por exemplo, seu ambiente familiar e o trabalho. Sendo assim, um profissional treinado será capaz de ajudar esse indivíduo não apenas desenvolver as habilidades necessárias para a mudança, mas também identificar quais as oportunidades de mudança no contexto em que o indivíduo está inserido para que a mudança comportamental seja sustentável no longo prazo. Parece difícil, mas é possível se chegar lá. Hoje em dia, inclusive, usando tecnologias digitais.

  • Os profissionais de sa√ļde est√£o preparados para atuar na modifica√ß√£o do estilo de vida de seus pacientes?

Infelizmente n√£o somos treinados para trabalhar o processo de mudan√ßa comportamental de nossos pacientes. A Medicina do Estilo de Vida n√£o √© apenas nutri√ß√£o‚ÄĚe exerc√≠cio, apesar desses dois pilares serem extremamente importantes. A alimenta√ß√£o saud√°vel, com alimentos integrais em dieta baseada em plantas e um n√≠vel de atividade f√≠sica regular, de acordo com as recomenda√ß√Ķes existentes s√£o elementos que far√£o toda diferen√ßa no processo de se ter um estilo de vida saud√°vel, mas existem outros fatores, como gerenciamento do estresse, constru√ß√£o de relacionamentos saud√°veis, preservar a qualidade do sono, n√£o fumar e prevenir o uso abusivo de √°lcool que tamb√©m s√£o fundamentais.

Ou seja, quando falamos de medicina do estilo de vida, falamos de sa√ļde verdadeiramente. Infelizmente, a forma√ß√£o m√©dica e de profissionais de sa√ļde, de uma maneira geral, s√£o voltadas para a doen√ßa. Nosso foco √© na doen√ßa e n√£o na preserva√ß√£o da sa√ļde, infelizmente.

  • Como est√° se desenvolvendo a Medicina de Estilo de Vida, no Brasil e no exterior?

Cada vez mais profissionais se interessam pelo tema globalmente. Em 2017 o primeiro exame global para certificar m√©dicos e profissionais da sa√ļde em Medicina do Estilo de Vida foi lan√ßado. Cerca de 300 profissionais foram qualificados. Esse ano, o n√ļmero ser√° significativamente superior. Al√©m disso, universidades j√° come√ßam a promover cursos sobre o tema, em alguns pa√≠ses j√° existem programas de mestrado e p√≥s-gradua√ß√£o lato senso, inclusive. H√° cerca de 3 anos foi criada a Lifestyle Medicine Global Alliance, criada com a finalidade de congregar as associa√ß√Ķes de medicina do estilo de vida de todo o planeta. O Brasil, por interm√©dio do Col√©gio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida, criado em junho de 2018, faz parte desse grupo. Com isso, em 11 de novembro, durante o √ļltimo dia do I Congresso de Medicina do Estilo de Vida que realizaremos em S√£o Paulo, tamb√©m certificaremos a primeira turma de profissionais especialistas no Brasil. Como este √© um exame global padronizado, talvez o primeiro de seu tipo na medicina e na sa√ļde, os profissionais aprovados no Brasil ter√£o um certificado com o mesmo valor do que outros certificados nos EUA, Europa ou √Āsia, por exemplo. Em nosso pa√≠s o movimento √© novo, mas j√° tem um grande n√ļmero de pessoas interessadas. Nossa expectativa √© que possamos, enquanto associa√ß√£o criada para disseminar essa causa pela sociedade, influenciar e incentivar a pr√°tica da Medicina do Estilo de Vida entre m√©dicos e profissionais da sa√ļde, assim como a cria√ß√£o de novos cursos voltados a esse tema, gerando no futuro o impacto positivo na qualidade de vida e longevidade das pessoas, assim como na transforma√ß√£o do sistema de sa√ļde, e n√£o de doen√ßa, em um sistema sustent√°vel de fato.

V√≠deo: Li√ß√Ķes do Stanford Biodesign para inovar em sa√ļde

Captura de Tela 2018-11-01 às 08.46.15

  • Maiores informa√ß√Ķes:

Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida:

www.cbmev.org.br

I Congresso Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida:
Transforme seus comportamentos e atitudes,

Sobre Fernando Cembranelli

M√©dico formado pela UNIFESP, com Resid√™ncia M√©dica, em Administracao Hospitalar, pelo Hospital das Cl√≠nicas da FMUSP e MBA com foco em Healthcare Management pela Fuqua School of Business (Duke University). Co-fundador do EmpreenderSa√ļde, Ex-gerente do Centro de Inovacao do HCFMUSP, partner da Live Healthcare Media e CEO do Health Innova HUB (Health Innovation HUB)

Ola, deixe seu coment√°rio para nossa comunidade!