HealthcareTrek: Como Big Data e Internet das Coisas vão impactar a Saúde Preventiva e transformar os Planos de Saúde?

Esse ano o CID (Centro de Inovação de Dados) dos EUA divulgou um relatório informando que o uso de dispositivos conectados é uma das características de uma sociedade inteligente, uma vez que a adoção da Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) indica uma comunidade com alto nível de alfabetização técnica e interesse em usar dados para aumentar os fatores do estilo de vida.

“Essas tecnologias podem ser usadas para muitas coisas, incluindo monitoramento de estradas e pontes, automação de eletrodomésticos, monitoramento de saúde e fitness e melhoria da eficiência agrícola”, explica o relatório. “Aproveitar o potencial dos dispositivos inteligentes e os dados que geram para o bem econômico e social será uma oportunidade importante nos próximos anos”.

O setor de saúde liderou o desenvolvimento de IoT nos EUA, com wearables entre os dispositivos de consumo mais populares do mercado

 

Os dispositivos de grau médico, incluindo para acompanhamento de pressão sanguínea, monitores cardíacos e outros equipamentos de medição, também aumentaram rapidamente quando os pacientes buscam maneiras mais convenientes e eficientes de monitorar suas condições clínicas.

O desenvolvimento contínuo de dispositivos específicos de saúde é uma área lucrativa de interesse para provedores e fornecedores. Mas os sensores e dispositivos que monitoram fatores ambientais e o local de trabalho, por exemplo, também têm implicações importantes para a saúde.

A qualidade do ar e da água está claramente ligada à saúde e ao bem-estar da população, enquanto as métricas coletadas de sistemas de transporte, edifícios inteligentes, sistemas de energia e até mesmo smart TVs podem fornecer informações cruciais sobre os desafios, hábitos e experiências dos indivíduos à medida que aumenta a interação em suas rotinas.

big data.jpg

 

A coleta e o uso inteligente dos dados de IoT, combinados com uma infraestrutura de compartilhamento de dados mais robusta e um incentivo financeiro para oferecer cuidados proativos, podem ajudar as comunidades a criar as bases sólidas da saúde que podem se traduzir em prosperidade econômica, produtividade, inovação e bem-estar melhorado.

“As tecnologias que facilitam a coleta, compartilhamento e uso de dados permitem que empresas, pesquisadores, agências governamentais e cidadãos criem novas ideias, tomem melhores decisões, desenvolvam novos produtos e serviços valiosos e gerem benefícios sociais consideráveis”, conclui o relatório.

big data

O entendimento da população faz com que os provedores de cuidados da saúde (profissionais da saúde, hospitais, planos de saúde, governo) tenham maior assertividade em relação a abordagem e aos produtos vendidos a essa população, garantindo um produto rentável à empresa e agregando valor ao consumidor, que se identificará com o produto e solução propostos.

Essa abordagem já é vista pelo Google e Facebook, por exemplo. Ambos possuem Big Data de alcance mundial, aonde é possível identificar tendências em diversas esferas sociais com anos de antecedência.

Com a Saúde essa identificação de “tendências” pode significar uma grande melhoria na saúde preventiva mundial, diminuindo epidemias e doenças sazonais, por exemplo.

 

healthcaretrak_semfiltro

MISSÃO DE SAÚDE AO VALE DO SILÍCIO 

Healthcare Trek 2017 é uma missão ao coração da transformação digital em saúde no Vale do Silício, que irá levar um grupo de 20 transformadores em saúde para conhecer e interagir com os fundadores das startups digitais de saúde, que estão transformando o setor. Participaremos da Conferência Health 2.0, a maior Conferência de Startups em Saúde Digital do Mundo e teremos conversas transformadores com incríveis líderes em saúde de organizações como Stanford Biodesign, Startup HealthStack.

We are READY TO GO!

Participe!

Atenciosamente,

Felipe Ricci

HIHub Leader Development Program

felipe.ricci@hihub.co

Sobre Fernando Cembranelli

CEO e Founder do Health Innova HUB, Ecossistema Digital de Inovao em Sade. Mdico formado pela UNIFESP, com Residncia Mdica, em Administrao Hospitalar, pelo Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e MBA com foco em Healthcare Management pela Duke University Foi Co-fundador do EmpreenderSade, Gerente do Centro de Inovacao do Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e Partner da Live Healthcare (Portal Sade Business, Sade Business Frum e Healthcare Innovation Show).

Ola, deixe seu comentário para nossa comunidade!