Clínica do Amanhã 2017: Revolucionando a saúde através da realidade virtual!

Quando ocorre a junção entre competência e vontade, grandes ideias surgem e revolucionam métodos antigos. É o que está acontecendo com a MedRoom.

Com tecnologias de realidade virtual e realidade aumentada, a startup vem implementando uma metodologia de aprendizados teórico/prático nunca antes visto. Esse é um dos motivos que a faz ser tão requisitada e ter um incentivo sólido por parte de empresas que acreditam e entendem a solução como parte da revolução tecnológica que acompanhamos ao longo da ultima década.

A MedRoom estará conosco no Health Tank no evento Clínica do Amanhã 2017, dia 23/06, no Cubo. (VAGAS LIMITADAS)

O evento está chegando e só restam POUCAS vagas! Se inscreva no botão abaixo e utilize o código GUEST para um SUPER desconto!
 

 

E-mail_ClinicaDoAmanha_3

 

1- Como surgiu o MedRoom?

O Sandro é um designer experiente, trabalhou por 4 anos no Projeto do Homem Virtual da USP e sempre foi fã de videogames. Em 2014 teve acesso ao Oculus Rift DK2 e, junto com o professor Francisco Collet, também da FMUSP, teve a ideia de criar um simulador de cirurgia com realidade virtual. Em fevereiro de 2015, ele, Isabele (esposa do Sandro e designer) e o professor começaram a criar os modelos 3D do projeto.

Em outubro de 2015, o Sandro participou de um StartupWeekend na USP, organizado pelo Núcleo de Empreendedorismo da USP, do qual eu fazia parte. Lá ele me apresentou o projeto e decidi embarcar junto com ele nessa jornada. Desde então começamos a transformar o que antes era um projeto legal em negócio.

Em fevereiro de 2016 conseguimos 2 desenvolvedores pro time e finalizamos nossos protótipos em junho do mesmo ano. Desde então viemos trabalhando no desenvolvimento dos treinamentos, buscando clientes e parceiros para implementação e validação da nossa solução.

2- Como essa interação virtual auxilia médicos e estudantes?

A medRoom recria ambientes médicos em realidade virtual, como, por exemplo, uma sala cirúrgica. Nesta colocamos um paciente com algum tipo de desafio para o usuário resolver: ele terá que realizar procedimentos como uma drenagem torácica, acesso venoso central, periférico, entre outros. O ambiente imersivo, que aproxima o usuário da experiência real, e a prática “mão na massa”, onde você de fato deve fazer os procedimentos e não só assistir alguém fazendo, são fatores que diminuem a curva de aprendizado. Além disso o ambiente gamificado e a visualização de estruturas em 3D por diversos angulos, favorecem o entendimento dos processos como um todo e calibra a experiência prática do usuário.

3- Quais os desafios para criação da solução?

Os maiores desafios estão associados ao desenvolvimento do software. Estamos lidando com tecnologia de ponta, desenvolvimento rebuscado, com complexas árvores lógicas associadas, o que acaba tomando bastante tempo para ser criado. Também existe um problema de acesso a hardware, que sempre é um desafio para startups brasileiras de forma geral.

4- Como é a implementação da solução no mercado?

Nós desenvolvemos aplicações em VR/AR para os segmentos: empresas de equipamentos médicos e hospitais/faculdades/centros de treinamento.

Para empresas, desenvolvemos aplicações sob demanda com realidade virtual ou aumentada, de acordo com os produtos, procedimentos e necessidades de cada uma delas. Entre os nossos clientes, estão a GE Healthcare e a Bayer.

Para centros de treinamento, faculdades e hospitais nós licenciamos o acesso a módulos de treinamento (acesso venoso guiado por ultrassom, por exemplo, é um módulo). O uso é feito com um computador de configuração adequada, o óculos e joystick para VR.

5- Quais as próximas etapas da MedRoom?

Estamos fechando parcerias importantes com hospitais e faculdades em São Paulo, finalizando nossa primeira rodada de investimento e já buscando mais desenvolvedores e designers para aumentarmos nossa capacidade produtiva. Nossa expectativa é lançar nosso primeiro módulo de treinamento (drenagem torácica) no começo de Julho e já começar a validação com alunos.

 

Faça parte dessa transformação!

Com o código GUEST você garante um super desconto!

Logo-A Clínica do Amanhã2

Atenciosamente,

Felipe Ricci

HIHub Leader Development Program

felipe.ricci@hihub.co

Sobre Fernando Cembranelli

CEO e Founder do Health Innova HUB, Ecossistema Digital de Inovao em Sade. Mdico formado pela UNIFESP, com Residncia Mdica, em Administrao Hospitalar, pelo Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e MBA com foco em Healthcare Management pela Duke University Foi Co-fundador do EmpreenderSade, Gerente do Centro de Inovacao do Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e Partner da Live Healthcare (Portal Sade Business, Sade Business Frum e Healthcare Innovation Show).

Ola, deixe seu comentário para nossa comunidade!