As lições de Coritiba e Atlético Paranaense às inovações em saúde: uma disrupção necessária!

Olá,

Tudo bem? Neste final de semana, Atético Paranaense e Coritiba se recusaram a jogar por decisão da Federação Paranaense de Futebol, de não permitir a transmissão do jogo via You Tube e Facebook.

coritiba-e-atletica-paranaense

O impedimento levou os dois times a enfrentar não somente à Federação Paranaense de Futebol, mas também a poderosa Rede Globo, que teve seu modelo diretamente atacado nesta ofensiva.

Na área de saúde, o enfrentamento e diálogo com os  Conselhos é igualmente imprescindível, pois muitas das inovações tecnológicas, como a telemedicina são barradas por razões que contradizem o senso comum.

A telemedicina tem tido um crescimento vertiginoso nos Estados Unidos e grandes empregadores oferecem rotineiramente para seus colaboradores, como forma de reduzir custos.

Vídeo: Transmissão do jogo (cancelado) de Coritiba e Atlético Paranaense (20/02/17)

Existem inúmeros estudos demonstrando sua efetividade, segurança e qualidade. Enquanto isso, no Brasil, as evidências ao redor da telemedicina ficam em segundo plano.

Ontem, Coritiba e Atlético Paranaense nos ensinaram uma lição. Que não nos esqueçamos disso!

Vídeo: Fernando Cembranelli, CEO BV/Hub de Inovação em Saúde, analisa os fatos

Atenciosamente,

Fernando Cembranelli

CEO BV/Hub de Inovação em Saúde

fernando@berriniventures.com

Sobre Fernando Cembranelli

CEO e Founder do Health Innova HUB, Ecossistema Digital de Inovao em Sade. Mdico formado pela UNIFESP, com Residncia Mdica, em Administrao Hospitalar, pelo Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e MBA com foco em Healthcare Management pela Duke University Foi Co-fundador do EmpreenderSade, Gerente do Centro de Inovacao do Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e Partner da Live Healthcare (Portal Sade Business, Sade Business Frum e Healthcare Innovation Show).

Ola, deixe seu comentário para nossa comunidade!