A Revolução da Cirurgia a Preço Acessível! Um Davi para Da Vinci!

Procedimentos invasivos acontecem há milhares de anos. Desde a trepanação até as cirurgias atuais ocorreram diversas evoluções, seja em relação aos métodos de intervenção, seja em relação ao instrumentário utilizado, um dos principais objetivos é o de tornar os procedimentos o mais minimamente invasivos possível.

A partir desse objetivo a Startup FlexDex criou um revolucionário instrumento de cirurgia ao custo de $500 dólares, após 10 anos de desenvolvimento e uma forte parceria com o Departamento de Engenharia da Universidade de Michigan.

Nascida e localizada nesta universidade, a FlexDex Surgical elaborou seu primeiro produto, um “guia de agulha” fácil, ergonômico e intuitivo para procedimentos invasivos que necessitem de alguma espécie de sutura interna.

(Suture on the Ceiling 2016 from FlexDex Surgical on Vimeo)

O instrumento já está sendo usado em diversas cirurgias e sua venda vem crescendo em todo Estados Unidos.

Em entrevista à própria Universidade de Michigan, o cirurgião pediátrico Jim Geiger, co-fundador e co-inventor da FlexDex, explicou que o dispositivo é o resultado de uma década de trabalho e que o impacto na vida das pessoas é absolutamente incrível!

O instrumento FlexDex é uma plataforma completamente mecânica que se ajusta ao braço do cirurgião. A interação mecânica criada reflete exatamente o movimento realizado pela mão do cirurgião.

Cirurgias de laparoscopia e procedimentos torácicos já utilizaram o instrumento, e em breve cirurgias de hérnia, histerectomias e prostatectomias utilizarão a ferramenta.

Cirurgias minimamente invasivas são muito menos dolorosas e traumáticas para o paciente, além da pós cirurgia ser mais rápida. Infelizmente, os aparelhos existentes no mercado ou são pesados ou são caros, senão ambos.

flexdex-1

Shorya Awtar trabalha na parte de engenharia mecânica e é co-fundador e co-inventor da FlexDex junto ao Geiger. Ele explica que a missão deles é democratizar as cirurgias minimamente invasivas nos EUA e no mundo, permitindo que os hospitais escolham entre baixo custo e alta funcionalidade.

Awtar compara a FlexDex a transição dos mainframes para os smartphones, onde não existe mais a necessidade de ter manuais já que a utilização é intuitiva.

Geiger explica que atualmente os cirurgiões podem escolher pelo equipamento da FlexDex, utilizando suas ferramentas já conhecidas e que realizam de forma precisa os procedimentos necessários, ou os cirurgiões podem optar pelo Sistema de Cirurgia daVinci, que possui uma abordagem robótica de difícil interação e de custo elevadíssimo!

A FlexDex possui funcionamento exclusivamente mecânico e seu diferencial é o sistema “Virtual Center” que localiza o centro rotativa do dispositivo e sincroniza com o punho do cirurgião.

A FlexDex arrecadou cerca de US $ 10 milhões através de doações SBIR da National Science Foundation e de investimentos privados. A Universidade de Michigan tem participação na FlexDex, Inc. e os fundadores e a universidade poderão se beneficiar financeiramente da venda e uso dos produtos FlexDex, Inc.

Deixem seus comentários abaixo! Vamos debater e trazer inovações e reflexões para a área da saúde!

Muito obrigado,

Felipe Ricci

Graduando em Engenharia Biomédica pela PUC-SP

Berrini Ventures Future Leaders Program

hello@berriniventures.com

 

 

Sobre Fernando Cembranelli

CEO e Founder do Health Innova HUB, Ecossistema Digital de Inovao em Sade. Mdico formado pela UNIFESP, com Residncia Mdica, em Administrao Hospitalar, pelo Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e MBA com foco em Healthcare Management pela Duke University Foi Co-fundador do EmpreenderSade, Gerente do Centro de Inovacao do Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da USP e Partner da Live Healthcare (Portal Sade Business, Sade Business Frum e Healthcare Innovation Show).

Ola, deixe seu comentário para nossa comunidade!