AO VIVO: Mike Kapps, co-fundador do Tá-Na-Hora e os desafios de um modelo digital de cuidado!(01/03, às 18:30)

Dia, 01/03, às 18:30 entrevistarei Mike Kapps, co-fundador do Tá-Na-Hora, sobre os desafios e avanços à frente de uma startup que nasceu à frente do seu tempo:

Abaixo segue entrevista que fizemos com Mike Kapps:

1) O que é o Tá Na Hora hoje e o que ele faz ? O que ele fazia originalmente ?

 Hoje Tá-Na-Hora cria ChatBots (robôs) via SMS e Facebook Messenger para saúde. Esses Bots engajam, educam e monitoram milhares de pacientes pelo Brasil. Principalmente estão focados em doenças crônicas e gestação mas também no ramo de bem-estar. Nossos clientes são planos de saúde, empresas, e o setor publico que tem esse desafio de gestão de saúde populacional e poucos recursos ou expertise de fazer.
Antes a gente estava apenas fazendo lembretes do medicamentos via SMS. Não fazemos isso mais!

 2)  Fale um pouco sobre você, seu background e o por quê veio ao Brasil ? 
Nasci em Rússia, cresci em Canada, estudava economia em Harvard, e também trabalhei um bom tempo no Vale de Silício como consultor do McKinsey & Company. Sempre era apaixonado pelo saúde. Fui pelo Brasil primeiro vez durante faculdade como turista — virei um vaqueiro no Pantanal para uns 3 meses. Me encantei com o país e os oportunidades para trazer inovação para área de saúde.

3) Como surgiu a idéia do Tá Na Hora e quanto tempo levou para validar esta idéia ?
Originalmente a idéia vem do meu sócio, Juliano Froehner, um amigo de universidade. O conceito original foi usar SMS para lembrar pessoas de tomar seus remédios na hora certa. Mas o conceito evoluiu muito. Percebemos o importância de ter conteúdo bom e também o necessidade de interação. Em outras palavras, descobrimos a importância do “patient engagement” ou “engajamento de paciente”, e começamos a desenvolver um expertise nesse área. Para chegar até o nosso product-market fit demorou mais de 2 anos.

4) Quais foram os principais desafios do Tá Na Hora nesta trajetória ?
Foco. Tinha tantos oportunidades e a gente não sabia onde focar nossa energia. Engajamento dos pacientes (ou do publico em geral) é um grande espaço, e tem muitos direções para ir. Vários patologias, vários segmentos do mercado — demorou tempo para descobrir exatamente nosso modelo de negócios.
Além disso, foi difícil conseguir os primeiros clientes — precisávamos fazer muitos pilotos até nossos clientes acreditarem em nosso serviço. Agora, nosso serviço está bem comprovado e está economizando muito dinheiro para nossos clientes e realmente melhorando saúde dos usuários.

Contato com o Tá-Na-Hora: contato@ta-na-hora.com

Atenciosamente,

Fernando Cembranelli

CEO Hub de Inovação em Saúde

fernando@hihub.co

Sobre Fernando Cembranelli

Médico formado pela UNIFESP, com Residência Médica pelo Hospital das Clínicas da FMUSP e MBA com foco em Healthcare Management pela Fuqua School of Business (Duke University). Co-fundador do site EmpreenderSaúde, sócio da Live Healthcare Media e CEO do Health Innova HUB/Berrini Ventures (Hub de Inovação em Saúde e Aceleradora de Startups de Saúde Digital, líderes no Brasil)